Roteiro de 1 dia em Assis: paz e belas paisagens

A nossa ida até Assis foi primeiramente por devoção a São Francisco, a possibilidade de conhecer a cidade onde ele nasceu e ver suas maravilhosas paisagens bucólicas.

Fizemos o roteiro de 01 dia pela cidade, saindo de Florença. Uma coisa é certa: foi pouco. Precisamos voltar para dedicar mais dias que esse lugar encantador merece.

Pela manhã bem cedo, por volta das 8h, pegamos o trem Regionale Veloce na própria estação de Florença. Esse tipo de trem é do tipo que faz os percursos regionais e é mais lento que os veículos da Italo e da Trenitalia. Ao todo, a viagem durou cerca de 2h30min. Sim, parece muito tempo, mas vale à pena pela paisagem do caminho. O preço também compensa: na época pagamos 23,60 euros (ida e volta) para duas pessoas.

Os bilhetes podem ser comprados nas máquinas da Trenitalia que estão dentro da estação de Florença. Não precisa comprar com antecedência, pois há trens que saem de hora em hora e sempre há lugares.

01

Ao chegarmos a Assis, seguimos até a banca de jornal que fica dentro da própria estação de trem para comprar o bilhete do ônibus da Linha C que sai e lá em intervalo de 30 min. O passe custa 1 euro na banca e 1,50 dentro do ônibus, mas o motorista não dá troco. Logo, é melhor garantir o bilhete com antecedência. Além disso, na banca, você ganha um mapa da cidade.

Não precisa se preocupar em achar o ponto, pois sempre há turistas e peregrinos a sua espera. Nós, por exemplo, pegamos um ônibus bem cheinho…em pé, é claro!

Assis fica em uma colina e a subida do ônibus dura em média 20min. O veículo vai pegando gente pelo caminho, mas a grande primeira parada é na Basílica de São Francisco onde muita gente desce, mas não foi o que fizemos. Para poupar nossas pernas da subida depois, seguimos no ônibus até a Piazza Mateotti.

De lá foi só dar alguns passos para chegar até à Catedral de São Rufino. Dá pra encontrar super fácil, já que há bastante sinalização. Foi lá que foram batizados São Francisco e Santa Clara. Nela estão também os restos mortais do bispo Rufino de Assis. Conta-se ainda eu foi nessa igreja que Santa Clara percebeu sua vocação ao escutar São Francisco Pregando.

No dia em que fomos estava acontecendo também um típico casamento italiano e, claro, paramos para assistir. 😉 Outra coisa interessante é que dá para visitar os subterrâneos da igreja. Reparem no chão de vidro.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Caminhamos mais um pouco até a Piazza del Comune, uma enorme praça, bem movimentada com opções bacanas de restaurante e também o está localizado o Templo de Minerva.

Ao chegar à piazza, vale à pena parar um pouco para ver a movimentação local, as ruas com o ar medieval e suas bandeiras com brasões. Sim, um clima mágico e que te transporta para o passado.

14

De lá continuamos descendo e nos encantando com cada detalhe da cidade até que chegamos à igreja onde São Francisco ficou encarcerado por ordem do pai que não concordava com a escolha religiosa do filho. É uma igreja bem pequena e o cárcere minúsculo! Impressionante pensar que alguém é capaz de viver ali…com certeza faz a gente refletir…

Próxima parada: Basilica di Santa Chiara onde está localizado o corpo de Santa Clara e o Crucifixo de San Damiano. A igreja fica localizada em uma enorme praça onde crianças brincam em um carrossel, pintores fazem suas obras e onde é possível admirar grande parte de Assis. Suas torres…campos verdinhos…a Basilica di Santa Maria degli Angeli que abriga a Porziuncola e muito mais.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Mesmo já tendo andado bastante, não estávamos cansados. Afinal, fizemos o caminho inverso, ou seja, subimos a cidade, deixando a Basílica de São Francisco por último. No caminho até a basílica: várias surpresas. Muitas flores contrastando com a arquitetura de tijolos, bandeiras com diferentes cores e brasões, hotéis super charmosos, cada cantinho, escondia um pouco de história e beleza.

Este slideshow necessita de JavaScript.

E finalmente, a Basilica di San Francesco que abriga duas basílicas: uma inferior mais intimista com diversos afrescos famosos e estilo gótico e onde está localizado o corpo de São Francisco e outra superior mais clara e opulenta. É interessante ver esses contrastes, entender a parte de cada uma na história. Só uma palavra define: emocionante! Do lado de fora há um jardim maquinífico com a inscrição PAX e a estátua intitulada de Ritorno di San Fracesco.

A basílica possui uma boa estrutura com área de descanso, onde a maioria dos peregrinos param para lanchar, e também com sanitários.

31

32

33

34

De lá, ao final o dia, retornamos até a Piazza Mateotti para pegarmos o ônibus de volta (obs: de manhã quando chegamos à cidade compramos a passagem de ida e volta. Assim, não precisamos nos preocupar com o passe). Antes, paramos em uma pizzaria localizada abaixo do hotel Windsor Savoia, localizada na mesma praça. Depois aguardamos alguns minutos, pegamos o nosso ônibus e descemos até a estação de trem para retornarmos à Florença.

35

Infelizmente, não conseguimos ir à Basilica di Santa Maria degli Angeli que abriga a Porziuncola, pois senão perderíamos o trem. A igreja é um monumento maravilhoso e dizem que a Porziuncola foi construída pelo próprio São Francisco. Ela fica localizada do outro lado da estação de trem. Vale a visita. 😉

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s