Roteiro de 24 horas em Istambul: quando ir, onde ficar e o que fazer

Como não conseguimos pegar o ônibus para a Capadócia no dia previsto devida à alta procura, tivemos que encurtar nossa passagem por Istambul. Mas, a passagem pela cidade embora rápida, foi marcante.

Sem dúvidas Istambul merece mais dias para ser desbravado e aproveitado como merece. Agora, se você como a gente também tem poucos dias de viagem, dá uma olhada nesse roteiro que preparamos para aproveitar a cidade em 24 horas e conhecer os principais pontos turísticos.

Aqui você verá:

  • O que fazer em Istambul
  • Quando ir
  • Documentação
  • Câmbio
  • Como chegar
  • Onde Ficar
  • Como se deslocar
  • Como se comunicar
  • O que vestir
  • Segurança

SOBRE ISTAMBUL

Istambul é a maior cidade da Turquia, embora não seja a capital, esta fica em Ancara, e a quarta no mundo. Além da cultura e da culinária, o curioso dessa cidade é que ela se divide entre dois continentes: Europa e Ásia. Sendo fácil acessar cada uma das regiões através de barco ou carro, já que a cidade fica as margens do estreito de Bósforo.

Foi a capital do Império Romano do Oriente e do Império Otomano até 1923, cujo o sultão, foi durante séculos reconhecido como califa, ou seja, o chefe supremo de todos os muçulmanos, o que fazia da cidade uma das mais importantes de todo o Islã.

A cidade, que até 153 era conhecida como Constantinopla, possui população de maioria mulçumana. Ela recebeu o nome de Istambul em 1930, durante o período Otomano. Atualmente, Istambul é o polo principal dos setores industrial, comercial, cultural e universitário.

ROTEIRO PASSO A PASSO

  1. Visita a Mesquita Azul (Blue Mosque)

Também conhecida como a Mesquita Azul por causa da decoração luxuosa do seu interior com mosaicos e vitrais da mesma cor, o monumento foi construído entre 1609 e 1616. A Mesquita fica localizada bem no centro de Istambul e fica em frente da Basílica de Santa Sofia, ficando separa apenas por uma enorme e florida praça de mesmo nome, Praça Sultanahmet. Uma curiosidade é que essa mesquita possui seis minaretes e 43 metros de altura. O que na época da construção causou polêmica, já que, na época, só Meca possuía seis minaretes. Logo, a Mesquita Azul parecia uma afronta. A solução foi construir um sétimo minarete em Meca.

Para entrar na Mesquita é preciso tirar os sapatos. Além disso, camisetas, shorts e minissaias são proibidos. As mulheres por sua vez devem cobrir a cabeça. Para os turistas desprevenidos, no local são emprestados lenços tanto para a cabeça quanto para as pernas e os ombros.

Entrada: gratuita

Horários de visitação: todos os dias, das 8h30 às 11h30, das 13h00 às 14h30 e das 15h30 às 16h45.

Endereço: Sultan Ahmet, Atmeydanı Cd. No:7, 34122 Fatih/İstanbul, Turkey

2. Praça Sultanahmet ou Praça da Mesquitas

Principal praça de Istambul que fica localizada entre a Mesquita Azul e a Basílica de Santa Sofia. O local é bem arborizado, florido, muito bem cuidado e ótimo para descansar das andanças pela cidade, tomar o famoso sorvete turco e tirar muitas fotos no enorme chafariz.

De lá ao olhar ao redor é possível ver diversas mesquitas ao seu redor e se estiver na praça na hora do chamado da oração, vai ser um daqueles momentos únicos. Já que não só é marcante como faz com que você realize que está realmente na Turquia.

Próximo fica ainda o Hipódromo de Constantinopla, centro esportivo e social de Istambul durante o Império Bizantino. Uma curiosidade: o obelisco foi trazido do Egito para tornar a arquitetura da cidade ainda mais bonita.

3. Conhecer a Hagia Sophia

Também conhecida como Basílica de Santa Sofia, já foi mesquita, igreja e hoje é um museu. A Basílica, que é Patrimônio Mundial da UNESCO, representa uma das manifestações da arquitetura bizantina mais importantes no mundo, na qual é possível observar elementos islâmicos e católicos, como imagens de santos. A sua arquitetura é imponente e belíssima. Para ter ideia, ela possui 56 metros de altura e foi inspiração para a construção de outras mesquitas, inclusive da Mesquita Azul.

Ao visitá-la não deixe de ir mezanino para vê-la de um ângulo diferente.

Entrada: 60 liras

Horários de visitação:

De abril a outubro das 9h às 19h.
De novembro a março das 09h às 17h.

Endereço: Praça Sultanahmet

4. Conhecer um pouco mais da cultura na Basílica da Cisterna (Yerebatan)

Localizada bem próxima da Hagia Sofia, a Basílica da Cisterna é uma enorme cisterna subterrânea construída em Istambul durante a era bizantina. A cisterna já chegou a guardar cerca de 90 milhões de litros de água para abastecer a cidade.

Devido a sua arquitetura e colunas, ao total 336 trazidas dos templos pagãos da Anatólia, lembra realmente uma basílica, daí o nome. A área possui cerca de 10 mil m², sendo 104m de comprimento, 70m de largura e 9m de altura. O passeio por lá é agradável, já que a temperatura é amena, fugindo assim do calorão do verão de turco.

Ao fundo da cisterna é possível ver duas colunas que em sua base possuem cabeças de Medusas. O motivo de estarem ali ainda não foi descoberto…alguns dizem que é só um toque arquitetônico e outros para proteção da cisterna.

Entrada: 20 liras

Horários de visitação: 9h às 17h

Aberto sete dias por semana. Exceto no primeiro dia de feriados religiosos que abre às 13h.

Endereço: Yerebatan Cd. Alembar Mah. 1/3 34410 Sultanahmet – Fatih/ Istanbul

5. Almoço no The Kybele Hotel

Restaurante localizado bem perto da Basílica da Cisterna com bom atendimento e uma comida típica deliciosa. Embora esteja localizado próximo a pontos turísticos, os preços são bem acessíveis.

Endereço: Alemdar, Yerebatan Cd. No:23, 34110 Fatih/İstanbul, Turquia

6. Se perder no Grand Bazaar

Essa é uma das coisas imperdíveis do que fazer em Istambul. Afinal, lá você vai poder provar comidas típicas, negociar preços dos souvenirs com os vendedores e se encantar com as famosos lanternas.

No Grand Bazaar trabalham 20 mil pessoas e o número de visitantes por dia variam de 300 a 500 mil pessoas. Uma confusão danada!rs Não deixe de provar o Turkish Delight, um dos melhores doces que já provamos, e também os chocolates, chás etc. A vontade que dá é levar tudo para casa!rs Até porque pechinchando há muitos produtos com bom custo benefício. Caso queira, ainda há a opção de almoçar por lá em um dos restaurantes.

Entrada: gratuita

Segunda

Horários:

Segunda a sábado: das 8h30min às 19h30min

Domingo: fechado

Endereço: Beyazıt, Kalpakçılar Cd. No:22, 34126 Fatih/İstanbul, Turquia

7. Jantar no Durumzade

Na realidade o Durumzade não é um restaurante propriamente dito. Ele está mais para lanchonete ou um daqueles botecos com mesinhas na rua, mas  não se deixe enganar pela aparência. Eles oferecem o melhor Durum Kebap de Istambul com carne macia e bem temperada! Há ainda outras opções de kebap e a média de preços dica em 4 dólares.

Horário: de segunda a domingo das 8h às 3h da manhã.

Endereço: Hüseyinağa, Kamer Hatun Cd. 26/A, 34435 Beyoğlu/İstanbul, Turquia

OUTROS PONTOS TURÍSTICOS

Caso tenha disposição e um pouco mais de tempo na cidade, não deixe de visitar também:

  • Palácio Topkapi
  • Spyce Bazaar
  • Galata Tower
  • Galata Bridge
  • Little Hagia Sophia
  • Mesquita Süleymaniye
  • Bairro Taskim 
  • Passeio de barco pelo canal de Bósforo

QUANDO IR

Março a meados de Junho: Primavera. Nessa época as temperaturas são mais amenas e a cidade está mais florida.

Junho a Agosto: Verão. Temperaturas bem elevadas e um calor intenso. Também é a alta temporada, logo a cidade fica mais cheia, porém os dias são mais longos.

Setembro a Novembro: Outono. Clima um pouco mais frio que na Primavera, mas também ideal para bater perna pela cidade.

Dezembro a Fevereiro: Inverno. O frio é intenso e podendo até ter neve quando o inverno atingir o seu nível máximo.

DOCUMENTAÇÃO

Passaporte: é preciso que a data de expiração do passaporte seja maior do que cinco meses a partir da entrada em Istambul.

Visto: viajantes brasileiros não necessitam de visto e podem ficar no país nessa condição no máximo por 90 dias.

CÂMBIO

A moeda do país é a lira turca e o câmbio atual é 1 lira = R$ 0,73. Além disso, o custo no país é moderado e bem em conta para os bolsos brasileiros, tornando assim a Turquia um país europeu bem mais barato do que os outros.

Para fazer o câmbio, o ideal é levar euro do que o real. Uma vez que na conversão é mais vantajoso.

Para ter ideia, nos nossos custos para duas pessoas em um dia e meio de viagem foi de US$ 250,00, já incluindo a hospedagem.

COMO CHEGAR EM ISTAMBUL

Há voos diretos e com conexões partindo do Brasil para o aeroporto internacional de Ataturk.

QUANDO IR

Março a meados de Junho: Primavera. Nessa época as temperaturas são mais amenas e a cidade está mais florida.

Junho a Agosto: Verão. Temperaturas bem elevadas e um calor intenso. Também é a alta temporada, logo a cidade fica mais cheia, porém os dias são mais longos.

Setembro a Novembro: Outono. Clima um pouco mais frio que na Primavera, mas também ideal para bater perna pela cidade.

Dezembro a Fevereiro: Inverno. O frio é intenso e podendo até ter neve quando o inverno atingir o seu nível máximo.

DOCUMENTAÇÃO

Passaporte: é preciso que a data de expiração do passaporte seja maior do que cinco meses a partir da entrada em Istambul.

Visto: viajantes brasileiros não necessitam de visto e podem ficar no país nessa condição no máximo por 90 dias.

CÂMBIO

A moeda do país é a lira turca e o câmbio atual é 1 lira = R$ 0,73. Além disso, o custo no país é moderado e bem em conta para os bolsos brasileiros, tornando assim a Turquia um país europeu bem mais barato do que os outros.

Para fazer o câmbio, o ideal é levar euro do que o real. Uma vez que na conversão é mais vantajoso.

COMO CHEGAR EM ISTAMBUL

Há voos diretos e com conexões partindo do Brasil para o aeroporto internacional de Ataturk. Agora se você já estiver em um outro continente, há opções de voo low cost que desembarca no aeroporto internacional ou no Sabiha Gökçen que fica no lado asiático. Nós, por exemplo, como estávamos em Israel, voamos para Istambul com a companhia low cost Pegasus. O voo foi super tranquilo, confortável e custou apenas R$ 470,00 por pessoa.

ONDE FICAR

Um hostel que parece mais um hotel e fica bem localizado (a uma curta caminhada do metro) é o Bunk Hostel. Com decoração moderna, o hostel possui anda um rooftop onde é servido o café da manhã com uma variedade de comidinhas típicas e ocidentais e quartos compartilhados e privativos.

Fica próximo ainda da Rua Istiklal que possui lojas e restaurantes, e também das áreas de lazer em Taksim. Eles oferecem ainda um city tour gratuito.

Endereço: İnönü, Papa Roncalli Sk. No:34, 34373 Şişli/İstanbul

COMO SE DESLOCAR POR ISTAMBUL

Tramvay: uma espécie de bonde que possui diversas linhas e paradas nos principais pontos turísticos da cidade. O bilhete (cartão Istanbul card) custa 7 liras e pode ser comprado nas máquinas das estações.

Metrô: esse transporte é vale mais para ir até o aeroporto e a rodoviária.

Uber: o transporte ainda não é legalizado no país e pode ser solicitado da maneira usual. Sem falar que ainda há poucos motoristas nesse sistema, o que pode fazer com que o tempo de espera seja maior do que o táxi, por exemplo. Contudo, sente na frente ao lado do motorista para evitar uma eventual dor de cabeça.

Táxi: opção um pouco mais cara. Tenha atenção aos motoristas, podem eles podem “burlar” o taxímetro. Sempre tente combinar o preço antes ou saber mais ou menos quanto custa a corrida.

COMO SE COMUNICAR E ACESSO À INTERNET

Na Turquia poucas pessoas falam inglês, com exceção dos principais pontos turísticos e de restaurantes mais requisitados. Logo, o Google Tradutor foi o nosso melhor amigo!rs Mas, não precisamos baixar todo o dicionário off-line e ocupar a memória do celular, já que estávamos com o chip internacional para celular da Easysim4u.

E com a internet sem limite de dados, conseguimos também nos localizarmos no metrô e trem, consultando os mapas on-lines. E, acredite, é preciso, pois os nomes das estações em turco são complicadas de ler para nós brasileiros

Para adquirir o chip internacional é bem fácil…é você pode comprar antes mesmo de viajar para a Turquia. É só entrar no site da Easysim4u informar o destino e o período da sua viagem. Assim, eles indicaram o melhor plano para o seu caso. Já caso você tenha um chip deles, é possível reutilizá-lo.

COMO SE VESTIR

A premissa básica é: use o bom senso. Lembre que o país possui população que é 98% mulçumana. Embora sejam tolerantes, andar com roupas muito curtas, como shorts e minissaias não convém.

Já para entrar nas mesquitas as mulheres não podem mostrar os ombros e as pernas. Além disso, devem cobrir os cabelos. E os homens devem usar calças e camisas que cubram os ombros. De qualquer forma, na porta das mesquitas eles emprestam a vestimenta adequada.

SEGURANÇA

O país é seguro, inclusive a noite quando os bares e restaurantes ficam abertos até de madrugada. Claro que é sempre preciso ficar atento a furtos. Logo, ande sempre com a bolsa para frente do corpo e tenha atenção aos seus pertences.

Preparando a próxima viagem? Então, reserve aqui!

Quando você faz uma reserva com o link do nosso blog ganhamos uma pequena comissão que nos ajuda a manter o Cariocas Pelo Mundo e a produzir cada vez mais materiais e dicas de viagens para vocês! Ah! E você NÃO PAGA OU É TAXADO A MAIS POR ISSO. 😉

Para acompanhar nossas próximas viagens segue a gente

lá no Instagram @cariocaspelomundo_

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s